Vamos estudar!


Depois dos 6 anos, cada língua é separada em uma estrutura diferente. Cada idioma novo faz interface com o antigo, em camadas. Por exemplo: se você aprende inglês, a interface será com o português. Se, mais tarde, você aprende francês, a interface será com o inglês, não com o português. É por isso que, no curso de francês, por exemplo, você se lembra primeiro da palavra em inglês, para depois lembrar dela em português. Com o passar do tempo, o cérebro se "compromete" com a língua materna, dificultando o aprendizado de outro idioma. E, se aprendermos um segundo idioma, teremos facilidade no próximo, pois o cérebro já "descobriu" que existem outras possibilidades de estruturar frases.

No método de ensino serão trabalhadas as habilidades de OUVIR, FALAR, LER e ESCREVER, tudo isso de forma equilibrada e visando um aprendizado contínuo, eficaz e consistente. A evolução de um estágio para outro dependerá não somente do rendimento escolar medido através de avaliações escritas e orais como também da maturidade do aluno. O que poderá fazer com que o aluno salte um ou mais estágios ao longo do curso. Trimestralmente é feita uma avaliação oral e escrita. O resultado é demonstrado aos pais através do Portfólio (pasta de avaliações). Os pais são convidados a participar do universo de seus filhos. Essas participações são essenciais para que os pais conheçam o ambiente, os professores, e acompanhem de perto o seu desenvolvimento.


Metodologia: